O que é um compliance?

A definição de compliance diz respeito ao modo de agir de uma empresa ou pessoa, ou seja, estar em compliance corresponde a agir de acordo com as normas que regulam seu tipo de negócio e também com o regimento interno da própria empresa. Nesse sentido, esse padrão de comportamento deve ser seguido não só pela pessoa jurídica da empresa em si, mas também por todos aqueles que a compõe e os seus parceiros.

A princípio, a atividade de compliance era desempenhada pelo setor jurídico das empresas em virtude do maior conhecimento das legislações e pelo maior domínio sob a administração de regras. Entretanto, em razão de cada vez mais empresas buscarem especializarem seus setores internos definindo bem suas funções, a atividade acabou por se tornar um ramo autônomo na maioria dos negócios. Apesar disso, a atuação do compliance ainda continua sendo exercida por alguns âmbitos jurídicos, como o das startups, segundo a AB2L (Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs) já existem empresas que destinam seu foco somente para o acompanhamento na área de compliance.

Demais, devido as mudanças do comportamento do mercado a atividade de compliance não se restringe mais apenas a análise do comportamento e suas respectivas legislações, mas sim perpassa pelos diversos processos da empresa. Dentre essas atividades é possível citar:

  • A identificação dos riscos presentes em uma ação;
  • Desenvolvimento de mecanismos de prevenção contra os riscos;
  • Monitoramento da efetividade dos meios de controle de riscos;
  • Resolução das situações de não conformidade no comportamento;
  • Orientação da empresa acerca das normas correspondentes ao seu ramo.

A importância da técnica de compliance agrega para a empresa uma gestão mais efetiva com uma maior transparência de seus processos para seus membros e também para seus atuais e futuros clientes. Ao usar o compliance aliado aos seus objetivos estratégicos, uma empresa proporciona maior seguridade para o mercado aumentando assim, suas chances de sucesso e consolidação. É válido ressaltar também, que o investimento nesse ramo acaba por evitar diversos prejuízos ocasionados por movimentações de risco que venham a ser tomadas pela gestão do negócio, sendo atualmente uma crescente forma de diminuição de custos por parte das empresas.

Dessa maneira, o conhecimento e adesão do compliance acabou por se tornar uma peça chave que favorece o crescimento e manutenção de uma empresa saudável dentro do mercado, sendo essencial também para os profissionais os quais lidam com esse universo em seu cotidiano em razão da necessidade de adequação por parte de todos aqueles que compõe o ecossistema de cada empresa.

 

Quer saber mais detalhes sobre compliance? Entra em contato com o Bevilaqua!

 

Referências

 

https://www.ab2l.org.br/

https://michaellira.jusbrasil.com.br/artigos/112396364/o-que-e-compliance-e-como-o-profissional-da-area-deve-atuar

https://www.siteware.com.br/processos/o-que-e-compliance-nas-empresas/

https://www.projuris.com.br/o-que-e-compliance/

http://www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/afinal-o-que-significa-compliance/123578/

 

 Por Isadora Martins